6 dicas para brincar melhor com o bebê

Na próxima vez que você for brincar com seu bebê, experimente essas dicas abaixo e observe como as interações mais simples encorajam os pequenos a aprender e explorar o mundo a seu redor.

O principal lema da Nós e o Davi é: aproximar famílias. A brincadeira entre pais e filhos é uma das melhores formas de estreitar laços entre adultos e crianças. Um momento de troca e de muito aprendizado para todo mundo!

Brincar é o "trabalho" do bebê, é a sua forma de compreender o mundo a seu redor. Através da brincadeira, bebês e crianças testam novas habilidades, exploram sua imaginação e criatividade, e aprendem sobre relacionamentos com outras pessoas.

Qualquer atividade pode virar uma brincadeira para o bebê. Seja enfileirar carrinhos, seja separar pares de meias, qualquer tipo de atividade pode oferecer inúmeras oportunidades de aprendizagem e diversão. As mães e pais são os primeiros parceiros das crianças nessa empreitada. Veja como você pode contribuir ainda mais para o desenvolvimento do bebê com atitudes simples:

#1 "siga o chefe"

Ofereça um objeto, brinquedo ou atividade para seu bebê e então observe o que ele fará com isso. E tudo bem se não for "do jeito certo"; deixe que o bebê mostre "um novo jeito".

#2 vá devagar

É ótimo mostrar para a criança como um brinquedo funciona, mas tente conter o impulso de "fazer por ela" o tempo todo. Você pode começar algo, como empilhar blocos, e então incentivá-la a tentar também. Oferecer somente ajuda suficiente para que a criança não se frustre vai motivá-la a aprender novas habilidades.

#3 leia os sinais do bebê

O pequeno pode não saber falar usando palavras, para dizer que está cansado ou frustrado. Mas ele certamente tem outras formas de fazê-lo: com sons, expressões faciais, gestos. Ler os sinais que podem anteceder uma birra pode ajudar você a saber quando interceder ou mudar para uma nova atividade antes que seja tarde. Isso também vai dar pistas sobre as preferências do bebê.

#4 observe o local

O local em que vocês estão brincando é amigável para crianças, e seguro? Há muito barulho ao redor, ou outras distrações? É uma área segura para explorar? É um local bom para a atividade que você escolheu, como correr, jogar bola ou pintar? Observar essas questões antes da brincadeira pode prevenir birras, acidentes ou objetos quebrados.

#5 de novo!

Por mais que não seja muito empolgante para nós, adultos, a vontade de repetir ações de novo, e de novo, é muito importante para as crianças. Elas estão praticando para que se tornem mestres em um desafio. E quando eles se tornam profissionais naquela ação, elas são recompensadas com um poderoso senso de sua própria capacidade: uma confiança de que elas são espertas e bem sucedidas. Quanto mais elas praticam e se tornam pros, mais elas serão propensas a aceitar novos desafios e continuar aprendendo. Portanto, lembre-se disso quando tiver aquela vontade de esconder um brinquedo que você não aguenta mais! Pense no importante papel que a repetição exerce no desenvolvimento infantil.

#6 adapte as atividades para as necessidades do bebê

Todas as crianças aprendem através da brincadeira, e essas atividades podem ser adaptadas para compreender as necessidades específicas de cada criança. As dicas a seguir podem ajudar você a pensar como tornar a brincadeira divertida e apropriada para todas as crianças:

  • veja se ela responde melhor a ambientes barulhentos ou silenciosos
  • observe se ela reage a coisas novas ou prefere brincar com coisas conhecidas
  • estimule utilizando texturas, cheiros e sabores
  • envolva outras crianças na brincadeira

Agora que falamos sobre nosso papel na brincadeira do bebê, você deve estar com vontade de colocar tudo isso em prática, não é?

Veja alguns links que selecionamos sobre o assunto:

Os melhores aplicativos de 2016 para brincar com seus filhos

Estação de caixas sensoriais para bebês

Como brincar sem brinquedos

Esculturas: apreciando e brincando

Fonte: Zero to Three | Crédito da foto: Mariel Lopes