Almoça e Janta!

Fazia tempo que eu não falava das comidinhas do Davi. Mas é que eu quis que as coisas fluíssem melhor e achei que anotando cada coisa que ele comia acabava me deixando um tanto quanto ansiosa.
Aí entrei num bode total com a IA. Poxa fazia tudo e era só experimentação, teve dias de eu tirar ele do cadeirão aos prantos. Até que veio a proteína (vegetal obviamente)! Iniciamos com a lentilha e foi um sucesso. Mas o feijão, aaaaaaa o feijão. Amou, comeu tudo e repetiu. Foi lindo de ver. Me apaixonei pela introdução alimentar de novo.
Sábado nós começamos a janta e eu descobri um fato curioso na personalidade do Davi: ele prefere jantar. A comida é a mesma mas a noite ele come muito mais. Eu tenho curtido demais a janta porque é um horário que a gente já tava sem saber o que inventar mais e cedo demais pra dormir. A janta veio preencher essa lacuna e está sendo ótimo.
Eu estou bem satisfeita com a alimentação dele, faz 2 meses que eu não vejo a pediatra e isso foi crucial pra IA ser do jeito que tinha que ser: do jeito dele. Por mais que eu já esteja vacinada contra a pressão dos médicos pelos alimentos eu pensei que a balança pudesse me deixar insegura. Sem balança, sem pressão. Agora quando eu for lá esse mês já vou poder encher a boca e dizer que ele almoça e janta, refeições completas. Mais umas duas semanas de jantar bem sucedido e podemos retomar as frutas.
Outro fato da alimentação dele: ele não rejeitou nenhum sabor! Nenhum! Todos ele comeu, alguns mais outros menos. Mas nenhum foi rejeitado, ótimo né?!!
Se antes era motivo de aborrecimento agora esse assunto é motivo de orgulho. Porque eu consegui manter a calma, não apressei demais as coisas e tomei parte da minha responsabilidade quanto a comida dele. Óbvio se eu sair dando coisas pra ele provar ele vai querer e vai gostar e pode até não dar nenhuma reação. Mas independente da APLV é mais que importante respeitar os alimentos adequados a idade dele. Tem tantos legumes disponíveis, ele tem a vida toda pra comer tudo que quiser (inclusive carne se ele assim desejar)  pra quê apressar as coisas? Lembrando que o leite materno é o principal alimento do bebê até 1 ano de idade e ele segue mamando em livre demanda.
Agora como eu tenho que oferecer mais de um alimento eu faço "papinhas" porém sempre com pedaços de comida e numa consistência tipo de purê porque eu quase sempre (tem dias que não tô com tempo de limpar a sujeira :P ) permito que ele pegue a comida e coma por conta própria. Só que ofereço de colher principalmente no início. Um mix de BLW a alimentação tradicional que vem funcionando muito bem.  Evito forçar ele a comer, se não quer mais tudo bem, não quero que ele perca a percepção de satisfação e o hábito de ouvir o próprio corpo.

O que o Davi come:

  • Chuchu
  • Abóbora
  • Cenoura (ele AMA, se crua melhor ainda)
  • Aipim
  • Batata Baroa
  • Quinoa
  • Arroz
  • Lentilha
  • Feijão (preferência disparada)
  • Azeite de Oliva
  • Milho/ Fubá
  • Inhame (ele não curte muito, mas come)
A Maria fez um vídeo dele comendo feijão, quem curte uma lambança tá aí: