Enxoval parte 3 - Alimentação e Passeio

Parte 1 e 2.

Eu tinha dito que ia falar das roupinhas mas achei que elas mereciam uma postagem inteira. Então resolvi incluir o passeio.

Alimentação

A nossa é igual a essa, é da Chicco

Almofada de amamentação: tem que ter, é muito boa. Nos primeiros meses ajuda a mãe a não ficar tão cansada segurando o bebê. Depois dá pra usar pra colocar o bebê de barriga pra baixo (enquanto aprende a sustentar a cabeça) e agora o Davi tá usando pra sentar. Então valeu o investimento, mesmo. Uma coisa que tem que ser é firme porque se for molinha ela afunda demais, não é muito bom.

Mamadeiras e afins: NADA! Tudo que tiver relacionado com alimentação que não seja o peito, não precisa. Primeiro porque bicos artificiais podem sabotar a amamentação e segundo se num futuro você vai voltar a trabalhar e pretende oferecer leite ordenhado ou até nos piores casos fórmula isso é algo que dá pra decidir depois. Com mais calma, algo que você vai querer escolher. E pratinhos, colheres, copos serão usados só com 6 meses também, até lá muita coisa vai acontecer e esses acessórios poderão ser comprados com calma e pensando no que se adapte melhor a quem vai oferecer a comida e ao bebê.

Chupeta e afins: NADA! Ok, eu ofereci chupeta ao Davi. Não me culpo mais por isso foi um momento de desespero mas eu soube voltar atrás. Se eu não tivesse uma em casa, talvez eu não teria oferecido. Porque até sair de casa pra comprar a gente pensa bem na besteira que tá fazendo. Pretendo muito em breve fazer um post sobre isso.

Bombinha para extrair leite: é bom ter, por N motivos. Mas dá pra viver sem também, até certo ponto. Eu quando estava grávida pretendia voltar a faculdade em seguida então optei por um modelo elétrico: Medela Mini Eletric, achei a melhor relação custo x benefício. Pra quem quer tirar bastante  leite.
Utilidades da bombinha: retirar leite para estocar  e oferecer quando a mãe não estiver, estimular a produção de leite e pra dar uma aliviada quando tem leite demais (essa pode dar o efeito contrário).
Hoje eu, Laís, mãe full time. Não teria uma elétrica. Porque? Porque eu uso muito esporadicamente. Só quando dou uma saidinha, isso é super raro. Uma manual me agradaria mais (eu acho) porque a elétrica faz barulho, e a manual eu poderia tirar leite vendo um filme/seriado. Seria bem mais agradável.  Mas se eu voltasse a trabalhar/estudar por exemplo na mão não dá. Então acho que o mais sensato é decidir depois do bebê nascer. Porque mesmo que você tenha uma ideia fixa na sua cabeça ( eu tinha) ela pode mudar ;)

Passeio

Com 2 meses dando uma voltinha :)

Bebê Conforto: precisa, mesmo! Item de segurança. Coisas a se considerar na hora da escolha é o peso e tamanho. Tem que imaginar 6, 7 quilos a mais ali dentro.

Com dois meses no Wrap Sling

Carrinho: Dá pra viver sem, porque no dia a dia eu prefiro o sling e no shopping geralmente tem carrinhos pra emprestar que é mais prático. Mas se for pra comprar vale investir num melhor porém que seja bem portátil. Por exemplo que feche como guarda-chuva. Eu gosto muito desse aqui que é o mesmo que emprestam no Iguatemi. Ele é levinho e bem estável. Agora o moisés que vem junto eu acho desnecessário. O do Davi foi presente da Dinda ele e da minha, maravilha. Pra nós serve bem porque usamos só dentro de casa, mas pra passeios na rua uma rodinha maior seria necessária. Como não é o nosso caso tá ótimo.

Com 3 meses no Sling de Argolas

Sling: Tem que ter!!! É a salvação pra cólicas, para carências de colo. É gostoso pra mãe e pro bebê. Aqui tem mais informações. Um básico pra começar seria o Wrap Sling. Porque nele dá pra fazer mil posições, mamando, sentadinho de frente e de costas pra mãe e depois para os maiores dá para colocar nas costas. Eu tenho ainda o de argolas, que no momento eu tô apaixonada demais e já peguei a prática, mas demora mais pra se acostumar.

Nos próximos capítulos: Roupinhas e depois Itens que não estão em nenhuma lista, mas deveriam.