Foca nele!

Filho de foka, fokinha é?

Junto com os tais pesadelos e a crise vieram as tardes loooongas. Quando dava umas 18h eu já estava exausta e as vezes até um pouco frustrada. Um dos meus princípios como mãe é evitar ao máximo o contato do Davi com a TV, aqui em casa nem temos mais (usamos o aparelho como monitor para ver seriados que baixamos e filmes). Só que isso obviamente demanda muito do meu esforço de distrair o Davi. Até o sexto/sétimo mês tinha sido super fácil, agora já começou a exigir um pouco mais. Porque ele passa cada vez mais tempo acordado conforme cresce, quanto mais tempo acordado mais tempo de brincar. Então que eu ficava P com ele as vezes me seguindo e puxando a barra da minha calça, eu não conseguia concluir nada. Era exaustivo! Quando ele dormia a casa tava cheia de coisas espalhadas tudo pela metade e quando ele acordava eu pensava "JÁ??!!".

Então me deparei com o blog da Denise e do Ben, o Ben e o Davi tem 3 dias de diferença e já eram amiguinhos de cinematerna só que eu não conhecia o blog. Precisa falar que virei assídua? ;) E ela estava contando do dilema com o sono do Ben e eis que uma frase pulou na minha cara: "Quando ele estiver acordado, foca nele!". E desde aquele dia, virou nosso mantra. Tenho restringido cada vez mais meu acesso ao computador, usando apenas quando ele está dormindo (por isso o ritmo das postagens diminuíram). Quando ele dorme eu procuro ser rápida no que tenho que fazer e escolho uma coisa por vez.  Isso manteve o nível de organização da casa bem alto,e meu sentimento de frustração lá em baixo. E como eu parto pro computador só depois de fazer as coisas mais importantes, tenho feito muito mais coisas.
Na hora da brincadeira, minha criatividade tem sido muito utilizada (o que é ótimo pois considero ela baixíssima, quem sabe estimulando melhore) e envolvo ele em tarefas da casa. Nosso vínculo anda mais forte, o desenvolvimento dele a mil e a diversão também.
Vale tudo! Bater panela, cantar, falar davizês, fazer massagem, banho longo, amassar comida e aí vai.
Vejam algumas cenas:

 

Dando tchau pro amigo do kite

 

Almoço BLW

 

Espuminha
Praia Mole

 

Piscina nova
 
Pendurando roupa

 

Entrando no armário
Aqui tem um vídeo (bem meia boca) de uma brincadeira que inventei quando percebi que ele havia começado a explorar a gravidade:
 
O resultado tem sido: dias mais leves e divertidos, casa mais limpa e arrumada, mãe menos estressada, bebê mais feliz e o sono melhorou DEMAIS.