Sinais - Como foi a semana dos traços de leite

Quarta-feira passa eu anunciei na página do blog no facebook que nós estávamos liberados para testar traços de leite na minha alimentação.

 
 
 
Eu fiquei com o coração cheio de esperança porque na verdade a única liberação que eu quero para nós é essa. Já que eu não pretendo voltar consumir leite e nem quero que o Davi consuma. Comi pão francês (nossa como é bom), fui no sushi e nos primeiros dias eu não me ative a pensar em possíveis reações. Achei que manter o otimismo e não encucar seria bom pro processo. Só que no final da semana eu já comecei a estranhar certos comportamentos do Davi, principalmente o sono dele. 
Mas como o final de semana foi agitado e ele saiu bem da rotina eu relevei. Até que o nosso bom e velho refluxo começou a dar as caras. Foi sutil, beeeem sutil assim como as alterações do sono. Então que ontem eu fiquei mais de 40 minutos pra fazer ele dormir e eu decidi já parar com os traços e voltar tudo como era antes. Sorte que eu me precavi e não sujei a minha louça em casa.
Poderia ser dentes (aliás o nono dente tá dando as caras gente), poderia ser pico, salto, angústia, whatever. Mas não é, eu sei, eu sinto. Eu não vou me cegar por algo que eu quero que seja arrumando outras desculpas.
Então foi isso gente, pão francês foi bom enquanto durou. Não tô triste, nem feliz (óbvio). Tô normal, nossa hora vai chegar, assim que estivermos os dois prontos.